Blog

7 mudanças urgentes para colmatar as alterações climáticas

7 mudanças urgentes para colmatar as alterações climáticas

No momento em que muitos líderes mundiais se reúnem em Glasgow com uma agenda ambiciosa, a propósito da Cimeira do Clima, denominada COP 26, o mundo aguarda que sejam tomadas grandes decisões para a proteção do planeta. Os países estão influenciados pela necessidade de responder a pressões da opinião pública, por factos incontroversos e por credíveis modelos matemáticos que anunciam uma trajetória dramática se até 2050 não se acabar com a energia baseada em combustíveis fósseis


Nesse sentido, foram estabelecidos objetivos muito ambiciosos para reduzir os gases com efeito de estufa em 2030 ( 25%) e atingir a neutralidade carbónica em 2050 ( reduzindo 85% a 90% desses gases, deixando de usar carvão, petróleo e gás natural como fontes energéticas). O objectivo  igualmente urgente de não deixar o aquecimento ultrapassar 1,5 graus Celsius foi estabelecido no relatório do IPCC, em Agosto deste ano.

Vários estudos apontam que, para isso ser possível, quase 60% das reservas de petróleo e gás e quase 90% das reservas de carvão, hoje conhecidas, terão de ficar intocadas no solo para sempre.

Mas o que é que o cidadão comum pode fazer para ajudar, dentro das suas possibilidades, a atingir este road map? São muitos os ângulos que beneficiam o planeta, e cada pessoa deve, em consciência, adaptar o seu estilo de vida, dentro das suas possibilidades, para diminuir a sua pegada ambiental. Deixamos aqui algumas sugestões:


1. Use energia de forma responsável em casa

  • Lave as roupas em água fria. Seque as roupas no estendal, evitando usar a máquina de secar roupa.
  • Adquira electrodomésticos amigos do ambiente.
  • Utilize lâmpadas com eficiência energética. Lâmpadas LED utilizam até 80% menos energia que as convencionais. 
  •  Desligue os aparelhos que não estão a ser usados.


2. Utilize fontes de energia renovável

Tenha atenção ao fornecimento da sua energia em casa e escolha uma operadora que forneça opções de utilização de energias renováveis para abastecer parte do seu consumo.


3. Reduza o desperdício de água


A poupança de água reduz a poluição ambiental. É necessário utilizar muita energia para bombear, aquecer e tratar as águas. Tome duches mais curtos, feche a torneira enquanto escova os dentes, e no geral, esteja atento ao gasto de água diário.


4. Coma para um planeta melhor


Faça uma alimentação mais sustentável para o bem do planeta, de acordo com as suas possibilidades. Isso implica:

  • Fazer refeições sem carne ( consulte aqui)
  • Comprar comida orgânica e local sempre que possível ( reduzindo as emissões com o transporte, preservação e refrigeração prolongada)
  • Não desperdiçar comida

5. Desloque-se de forma verde


As várias formas de reduzir as suas emissões de transporte também têm impacto na sua saúde, além de também poderem significar uma poupança financeira. Vejamos:

  • Utilize transportes públicos sempre que for possível
  • Faça deslocações de bicicleta
  • Utilize car-share
  • Se tiver possibilidade, troque o seu veículo por um elétrico ou híbrido
  • Reduza as viagens de avião

6. Consuma menos, gaste menos, aprecie mais a vida

A verdade é que sociedade contemporânea está orientada para adquirir muitas coisas, muitas dessas coisas são tóxicas para o planeta e não estão imbuídas de um espírito de comunidade. Reduzir, reutilizar, reciclar deve estar na cabeça de todos. Opte por consumir produtos ecológicos, biodegradáveis, tenha em atenção ao packaging dos produtos que consome, o plástico é bastante nefasto para os oceanos, e produtos que colmatam a necessidade de estar sempre a adquirir novas embalagens são a melhor opção. Tenha atenção aos produtos ultra-concentrados no caso das limpezas domésticas, por exemplo, que têm uma durabilidade muito maior e evita o consumo de muitas embalagens. 

 Ao focar nos prazeres mais simples da vida - passar mais tempo na natureza ( respeitando-a e protegendo-a), estar com as pessoas que gostamos, fazer a diferença na vida dos outros - tudo isso proporciona mais sentido, pertença e felicidade do que comprar e consumir desmesuradamente. E quando consumimos menos, também  produzimos menos emissões e somos mais gentis com o planeta. Partilhar, fazer nós mesmos, consertar, reciclar, dar um novo propósito, são tudo excelentes pontos de partida.

7. A política certa para o Planeta

Embora o esforço para salvar o planeta da trajetória que se encontra tenha de vir de todos, é no sistema político que existe espaço para tomar as decisões que afetam em larga escala a mudança de paradigma necessária. É aqui que reside a maior oportunidade de reduzir as emissões. 

Informe-se e vote em líderes com uma agenda climática séria, que priorizem a mudança para uma economia de energia limpa e que estejam comprometidos em fazer as alterações necessárias para atingirmos as metas estabelecidas.

 

 

 


×